Novidades


29/07/20

CONTER acompanha demissão de profissionais na UPA de Lajeado (RS) e CRTR6 oficia Prefeitura Municip

CONTER acompanha demissão de profissionais na UPA de Lajeado (RS) e CRTR6 oficia Prefeitura Municip

Nesta quinta-feira (24/07), diversos profissionais e estudantes das técnicas radiológicas encaminharam mensagens ao Conselho Nacional de Técnicos e Tecnólogos em Radiologia (CONTER), solicitando apoio a oito Técnicos em Radiologia que teriam sido demitidos, no município de Lajeado (RS), em circunstâncias suspeitas.
 
De acordo com os relatos, os profissionais atuavam no setor de radiodiagnóstico da UPA 24h do município e estavam na linha de frente contra o novo coronavírus (COVID-19). O serviço de Radiologia, administrado pela Universidade do Vale do Taquari (Univates), demitiu os funcionários sem direito a aviso prévio trabalhado.

“Nós, juntamente com o Conselho Regional de Técnicos em Radiologia do Rio Grande do Sul (CRTR6), estamos apurando os fatos e tomaremos todas as medidas necessárias com a maior brevidade possível. Defenderemos com ardor a importância da nossa profissão, bem como o fato da nossa lei nº 7.394/85 ser a legislação de regência aos indivíduos ocupacionalmente expostos à radiação ionizante, fato este inclusive, pacificamente reconhecido pelos tribunais superiores", explica o presidente do CONTER, TR. Luciano Guedes.
 
O representante do Nacional chama a atenção, também, para o perigo que os empregadores podem vir a enfrentar com contratações fora da lei de regência"é fato público e notório que outros profissionais se submetem a contratos com carga horária superiores às 24 horas semanais, com o intuito de solicitarem futuras indenizações em horas extras. Uma mão de obra que aparentemente possa parecer barata, invariavelmente sai caro para eles. As radiações ionizantes, se não forem bem administradas, podem causar danos irreversíveis. Nesse caso específico, há prejuízo duplo, pois além da população não ser atendida por profissionais especializados, o empregador pode pagar a conta de uma eventual condenação trabalhista”, enfatiza o representante

Saiba mais sobre esse tipo de contratação nos links a seguir:

Posicionamento do Regional

A presidenta do Regional gaúcho, TNR. Cléia Regina Santos de Sequeira, reforça que a Prefeitura de Lajeado já foi oficiada. "No início da próxima semana, oficiaremos os demais órgãos públicos competentes sobre o ocorrido. Estamos preocupados em resolver a questão o mais breve possível", reforça.
 
A busca por diálogo com profissionais, estudantes, sindicatos e sociedade seguirá como foco das equipes jurídicas e executivas dos Conselhos Nacional e do Regional.