Novidades


12/01/18

CONAFI inicia trabalhos de 2018 com foco em expandir fiscalização no país

CONAFI inicia trabalhos de 2018 com foco em expandir fiscalização no país

Está acontecendo, nesta semana, a primeira reunião do ano da Coordenação Nacional de Fiscalização (CONAFI). No encontro, além da consolidação do planejamento para o ano de 2018, estão em discussão projetos grandiosos que envolvem estratégias de fiscalização em conjunto com as vigilâncias sanitárias regionais e uma aproximação com os agentes fiscais do país inteiro.

“Existe um trabalho de supervisão e de planejamento que deve ser muito bem executado antes de o fiscal do Conselho Regional ir para campo. Esse processo é fundamental para alcançarmos uma fiscalização mais eficiente e abrangente. Nós iniciamos o ano com algumas metas importantes, expandir a fiscalização e aperfeiçoar o trabalho das equipes”, informa o presidente da CONAFI, Luciano Guedes.

Para alcançar os objetivos almejados pela Coordenação, além da parceria com as Vigilâncias Sanitárias, o CONTER está investindo em uma relação mais próxima com os Conselhos Regionais para acompanhar de perto as dificuldades de cada Região e implementar uma política de fiscalização articulada com todos os estados.

Neste encontro, esteve presente o presidente da Coordenação Regional de Fiscalização (COREFI) da 8ª Região, que abrange o estado da Bahia, Renilton Teixeira Gomes. O representante Regional teve a oportunidade de traçar planos para o ano de 2018 sob a orientação de toda a equipe da CONAFI.

Qualificação

Em março, o CONTER realizará o curso de qualificação anual voltado para os fiscais do Sistema. Uma vez por ano, os agentes se encontram para receber treinamento, conhecer novas tecnologias e compartilhar experiências de trabalho.

“Este encontro é importantíssimo para o Sistema e tem se mostrado bastante produtivo. Além da qualificação e atualização promovida pela maratona de palestras e debates, acontece um verdadeiro e frutífero intercâmbio de informações entre realidades do país inteiro. É também a oportunidade de o Conselho apresentar projetos e inovações para o aperfeiçoamento do serviço”, afirma o presidente do CONTER, Manoel Benedito Viana Santos.

Exercício ilegal é crime contra a saúde pública

Diante de casos de exercício ilegal da profissão, o profissional deve protocolar a denúncia junto ao Conselho Regional de Técnicos em Radiologia – CRTR. Nesses casos, é garantido o sigilo da fonte. Os contatos dos CRTRs podem ser acessados neste link.

 

FONTE: http://conter.gov.br