Novidades


08/12/14

CARTA

CARTA

Conselhos federais encaminham à presidenta Dilma propostas para um Brasil melhor

Em reunião com outros quinze conselhos federais, o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER) encaminhou carta à presidente Dilma Rousseff, com seis propostas em defesa dos profissionais das técnicas radiológicas do país. O documento foi elaborado pelo Fórum dos Conselhos Federais de Profissões Regulamentadas.

Para a presidente do CONTER Valdelice Teodoro, as propostas encaminhadas expressam a vontade da categoria. Em cada ponto, é possível demonstrar como a organização das profissões resulta em benefícios diretos para a sociedade. “Os profissionais da Radiologia são parte indispensável das equipes multiprofissionais de saúde. Estamos prontos a cumprir nosso papel sonho e, em contrapartida, ver respeitados os nossos direitos sociais”.

O Sistema CONTER/CRTRs deseja, por meio das propostas, que os Técnicos e Tecnólogos em Radiologia possam exercer seu trabalho com aquilo que lhes é de direito, com a competência e responsabilidade que são designados para os serviços de saúde.

Confira abaixo as seis principais propostas do CONTER listadas na carta à Presidência da República:

> Firmar convênio entre o Sistema CONTER/CRTRs e o Ministério da Saúde para que a estrutura da autarquia possa ser utilizada com o objetivo de gerir um programa de controle de qualidade dos exames radiológicos na rede pública de saúde. Com isso, promover o uso racional do diagnóstico por imagem;

> Promover a evolução profissional e tecnológica da Radiologia no Brasil, e políticas públicas continuadas, de especialização e encaminhamento ao mercado de trabalho, colocando em prática o plano de ampliação das ações do Conselho, tornando sua atuação ainda mais transparente e efetiva, bem como fortalecer sua participação no processo político e na melhoria da relação entre o profissional das técnicas radiológicas e a sociedade;

> Promover o fortalecimento das entidades voltadas para as técnicas radiológicas, em defesa da regulamentação da profissão, assim como a ampliação do diálogo com as demais profissões da área de saúde;

> Realizar ações de fiscalização, resguardando a saúde do trabalhador e do usuário dos serviços de saúde, e coibir o exercício ilegal da profissão por pessoas não qualificadas;

> Não permitir cursos à distância na área da Radiologia;

> Reconhecimento da verdadeira natureza jurídica dos Conselhos de Profissões Regulamentadas.