Novidades


28/10/14

#01 NOSSA HISTÓRIA

#01 NOSSA HISTÓRIA

A origem da Radiologia no Brasil, segundo Aristides Negretti

Em 8 de novembro de 1895, o físico alemãoWilhelm Conrad Röntgen (1845 - 1923) produziu radiação electromagnética nos comprimentos de onda correspondentes aos atualmente chamados raios X. O episódio ficou registrado como a descoberta oficial da radiação ionizante.

Poucos anos mais tarde, encantados com a possibilidade de enxergar os pacientes por dentro, médicos do mundo todo adotam a tecnologia nos tratamentos de saúde e operações. Inclusive, no Brasil, que sempre esteve intimamente ligado com as descobertas da Radiologia.

A origem da Radiologia no país tem mais de uma versão oficial. Hoje, a gente vai contar sob o olhar do pioneiro Aristides Negretti, de 88 anos. Ele foi aluno no primeiro curso de técnicos em Radiologia do Brasil, fundado no Hospital das Clínicas de SP, em 1951. O curso, que no início se chamava “Curso Técnico Raphael de Barros”, existe até hoje e forma 50 profissionais por ano.

“Em 1897, o professor Alfredo Brito (1863 - 1909) realizou, na Bahia, a primeira radiografia no campo de batalha, durante a Guerra de Canudos, para localizar projeteis de arma de fogo nos combatentes. Foram realizadas 98 radiografias e radioscopias em 70 feridos”, conta Aristides.

Segundo Negretti, no mesmo ano, um comerciante rico de Recife importou um aparelho para fazer, em suas festas, radioscopias das mãos das senhoras da sociedade local. Naquela época, o domínio da radiação ionizante se denotava como um elemento de poder.