Novidades


25/04/14

CONTER e EBSERH

CONTER e EBSERH

Na manhã de ontem, a presidenta do Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER) Valdelice Teodoro participou de uma reunião com a diretoria executiva da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), para discutir a política salarial da empresa, que administra os hospitais universitários federais. 



“Analisamos os editais da EBSERH que foram lançados neste ano e percebemos que, entre todos os salários de nível técnico, o menor era o do técnico em Radiologia. Há casos em que a diferença chega a mil reais. Pedimos esclarecimentos sobre o porquê disso e saímos com bons encaminhamentos da reunião”, afirma Valdelice.



Teoricamente, a diferença salarial se dava por conta da carga horária diferenciada de trabalho. O valor do salário era definido nos editais com base na quantidade de horas trabalhadas e, por isso, os profissionais que atuam 40 horas semanais chegavam a rendimentos superiores aos do técnico em Radiologia, que trabalha 24 horas semanais.



Contudo, de acordo com o coordenador de planejamento de pessoal da EBSERH, Luiz Roberto Moselli, a empresa reconhece a complexidade do trabalho dos profissionais das técnicas radiológicas e vai reanalisar a política de composição salarial para a categoria. “O CONTER nos trouxe um problema e vamos resolver, pois concordamos que deve haver isonomia salarial entre todos os cargos de nível técnico. Os técnicos em Radiologia vão receber salários que correspondem à complexidade da função e que os deixem em pé de igualdade com os demais profissionais de nível técnico que compõem as equipes multiprofissionais de saúde”, garantiu.



Em relação aos tecnólogos em Radiologia, não há problema. A política salarial da empresa para os profissionais de nível tecnológico na área da Radiologia corresponde aos valores praticados pelo mercado.



Moselli entende que os editais da EBSERH servem de parâmetro para os concursos municipais e estaduais e devem ser aperfeiçoados. “Somos uma empresa pública, com menos de dois anos de funcionamento. Nesse pouco tempo, já realizamos mais de 20 concursos em todo o Brasil. Hoje, somos o maior contratante na área da saúde. Temos que corrigir alguns detalhes para que esses certames atendam a necessidade e uma das medidas será rever a política salarial empregada para os técnicos em Radiologia”, finaliza.


FONTE: CONTER